Ligue-se a nós

Cultura

Turismo do Centro quer mais trabalho em rede de agentes dos locais património mundial

O Laboratório Turístico Lugares Património Mundial do Centro decorrerá num formato exclusivamente online, a partir das 14:30 de quinta-feira, destinado apenas aos agentes turísticos daquelas áreas.

Publicado

em

Mosteiro da Batalha
Foto: Mosteiro da Batalha / Pixabay

O Turismo Centro de Portugal (TCP) quer os agentes económicos do comércio, restauração, hotelaria e animação turística que operam nos Lugares Património Mundial da região Centro do país a trabalhar com mais proximidade e em rede.

Nesse sentido, vai promover na quinta-feira o Laboratório Turístico Lugares Património Mundial do Centro, juntando os agentes turísticos dos quatro Lugares Património Mundial existentes na região – Mosteiro da Batalha, Mosteiro de Alcobaça, Convento de Cristo e Universidade de Coimbra, Alta e Sofia.

Segundo um comunicado do TCP, a iniciativa pretende sensibilizar os operadores turísticos “para os benefícios do trabalho em rede e para o potencial deste produto turístico único, de forma prática e com base em casos de estudo”.

“Ao longo de duas horas, os participantes terão oportunidade de interagir numa discussão aberta sobre a qualificação para a estruturação do produto turístico”, salienta a nota, acrescentando que a sessão contará com um momento de perguntas e respostas, de forma a dinamizar a interação entre os participantes.

O evento conta com a participação de Pedro Machado, presidente do TCP, Sónia Almeida, administradora-delegada da associação ADERE-Peneda Gerês, e do IPDT®-Turismo e Consultoria, que vai dinamizar a apresentação do projeto e dos seus objetivos.

Durante a sessão, será apresentado um estudo de caso do Parque Nacional da Peneda-Gerês, que é Reserva Mundial da Biosfera da UNESCO, sob o tema “qualificação para a estruturação de produto e trabalho em rede”.

“A iniciativa encerra um longo trabalho de diagnóstico e de definição de um caminho conjunto para a estruturação dos Lugares Património Mundial do Centro de Portugal, em colaboração com todos os intervenientes económicos”, salienta o TCP.

A operação Lugares Património Mundial do Centro de Portugal, liderada pelo TCP em parceria com os municípios de Alcobaça, Batalha, Coimbra e Tomar e Universidade de Coimbra, “visa desenvolver a rede que une os quatro Lugares Património Mundial da Humanidade do Centro de Portugal e pretende valorizar e promover o Centro de Portugal junto de quem o habita e de quem o visita”.

POPULARES