Ligue-se a nós

Sociedade

PSD alerta que reflorestação do Pinhal de Leiria “está parada”

No incêndio de 15 de outubro de 2017 arderam 9.480 hectares de área, equivalente a 54% do território do concelho e 86% da Mata Nacional de Leiria, informou na altura o município.

Publicado

em

Pinhal de Leiria S. Pedro
Foto: Pinhal de Leiria, S. Pedro de Moel / NL

Os deputados do PSD afirmaram hoje que a reflorestação no Pinhal de Leiria “está parada” e garantiram que, três anos após o incêndio que afetou aquela mata nacional, “pouca ação” foi feita.

Numa pergunta dirigida ao ministro do Ambiente e da Ação Climática, os deputados do PSD questionam qual a verba inscrita na proposta de lei do Orçamento do Estado para 2021 para a recuperação da Mata Nacional de Leiria, também conhecida por Pinhal de Leiria.

O Pinhal de Leiria “é propriedade do Estado e é ao Estado que devem ser assacadas as responsabilidades por três anos de pouca ação no que ao Pinhal de Leiria diz respeito”, referem os deputados, que querem saber “de que forma tem o Governo dado cumprimento às recomendações que o Parlamento faz” nesta matéria.

O PSD questiona também qual a capacidade do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), atualmente, “no que diz respeito a meios financeiros e humanos, alocados ao cumprimento dos planos de reflorestação e gestão da Mata Nacional de Leiria”.

Nesse mesmo documento, os deputados perguntam ainda quando estará finalizado o portal eletrónico com informação sobre as ações de recuperação do Pinhal de Leiria e quando é que serão aprovados os planos de gestão florestal das matas e perímetros florestais litorais.

Também hoje, um grupo de cidadãos pediu explicações ao ministro do Ambiente e da Ação Climática sobre o abandono a que foi votado o Pinhal de Leiria.

Numa carta enviada hoje ao ministro João Pedro Matos Fernandes, o grupo de cidadãos, que inclui os ex-candidatos presidenciais Paulo de Morais e Henrique Neto, o ex-presidente da associação Transparência e Integridade João Paulo Batalha, a economista Susana Peralta e a ativista Joana Amaral Dias, quer saber quais os meios financeiros comprometidos pelo Governo para o plano de recuperação.

O grupo lembra, na carta a que a Lusa teve acesso, que três anos após o incêndio que devastou a quase totalidade do Pinhal de Leiria não foram levadas a cabo “quaisquer ações de relevo no terreno”.

A Mata Nacional de Leiria, também conhecida por Pinhal de Leiria e Pinhal do Rei, é propriedade do Estado. Tem 11.062 hectares e ocupa dois terços do concelho da Marinha Grande. A principal espécie é o pinheiro bravo.

.

Recomendado




POPULARES