Ligue-se a nós

Sociedade

Provedor garante que surto de covid-19 no lar das Vergieiras da Marinha Grande está ultrapassado

O concelho da Marinha Grande tem 109 ativos de covid-19, segundo o último boletim da Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, divulgado às 09:58 de hoje.

Publicado

em

Idosos
Foto: Lar de idosos / Pixabay

O surto de covid-19 no lar das Vergieiras da Misericórdia da Marinha Grande, que infetou 14 utentes, quatro dos quais morreram, e 13 funcionárias, está ultrapassado, disse hoje à agência Lusa o provedor.

“Dos 14 utentes infetados quatro morreram. Estavam 10 em isolamento e já recuperaram nove”, afirmou Joaquim João Pereira, esclarecendo que o outro utente vai ser novamente testado na segunda-feira.

Segundo o provedor da Santa Casa da Misericórdia da Marinha Grande, no distrito de Leiria, “os quatro utentes, com idades superiores a 80 anos e com diversas patologias, morreram no hospital”.

Quanto às 13 funcionárias da instituição que testaram positivo ao novo coronavírus, 11 deste lar e duas da unidade de cuidados continuados, “falta a recuperação de uma”, continuou, explicando que “as restantes já regressam ao serviço”.

“O surto está ultrapassado. Mantemos as medidas de proibição de visitas e qualquer pessoa que seja contratada não entra nas instalações da Misericórdia sem teste negativo à covid-19”, adiantou Joaquim João Pereira.

O lar das Vergieiras tem 46 utentes e 48 funcionários. Presta também apoio domiciliário a 28 utentes.

A Santa Casa da Misericórdia da Marinha Grande dispõe ainda de um outro lar (Outeirinhos), com 62 utentes, mais 42 em apoio domiciliário e 68 funcionários. Já na unidade de cuidados continuados estão 31 utentes apoiados por 39 trabalhadores, enquanto o centro infantil é frequentado por 180 crianças e tem 44 funcionários.

POPULARES