Ligue-se a nós

Desporto

Período de espera da prova de ondas gigantes na Nazaré começa segunda-feira

Para o surfista João de Macedo na quinta-feira houve “muitas ondas gigantes ao longo do dia, e não paravam de vir”, pelo que foi um “dia único” para os surfistas.

Publicado

em

Nazaré Praia do Norte
Foto: Praia do Norte, Nazaré / Município da Nazaré

O início do período de espera do Nazaré Tow Surfing Challenge, evento da Liga Mundial de Surf (WSL), está marcado para segunda-feira, dia 2 de novembro, estendendo-se até 31 de março de 2021, confirmou à agência Lusa a organização.

A lista oficial dos surfistas que vão participar na prova que decorrerá no ‘canhão’ da Praia do Norte ainda não foi divulgada pela WSL, mas nela devem constar os nomes de alguns atletas portugueses, como Nicolau von Rupp e João de Macedo.

De resto, ambos os surfistas participaram no verdadeiro ‘show’ de ondas gigantes que houve quarta e quinta-feira na Nazaré, com alguns dos melhores ‘big riders’ (surfista de ondas gigantes) do mundo, como o havaiano Kai Lenny, o alemão Sebastian Steudtner, ou os brasileiros Lucas Chumbo e Pedro Scooby, além do campeão mundial de surf Ítalo Ferreira.

“Para nós, estas ondulações são como campeonatos. Foi histórico. Sempre fui muito ligado às previsões e não me lembro de ver uma tempestade tão grande e tão perfeita como esta”, destacou à Lusa Nicolau von Rupp, apontando ainda para as condições climatéricas favoráveis que estavam na Nazaré.

Na sua conta de Instagram, o surfista partilhou um vídeo:

 

Questionado sobre se o recorde do mundo masculino para a maior onda surfada (24,4 metros) detido pelo brasileiro Rodrigo Koxa (Nazaré, novembro de 2017) poderá ter sido batido durante estes dias, o surfista da Praia Grande, Sintra, considerou que “houve ondas enormes, ‘taco a taco’ com a maior onda”, e que só os especialistas poderão medir após uma análise detalhada.

Por seu turno, João de Macedo disse à Lusa que, depois de dois dias memoráveis na Praia do Norte, os surfistas estão “com muita vontade” de enfrentar o Nazaré Tow Surfing Challenge, revelando que vai ter António Silva como parceiro no evento.

O ‘big rider’ luso assinalou que já tinha estado dentro de água na Nazaré com ondas gigantes, mas que na quinta-feira houve “muitas ondas gigantes ao longo do dia, e não paravam de vir”, pelo que foi um “dia único” para os surfistas.

João de Macedo destacou que a Nazaré é já um nome “incontornável” no universo das ondas gigantes, acrescentando que a presença de milhares de pessoas a assistir ao evento (que gerou polémica devido à altura de pandemia que o mundo atravessa) ajudou a criar um “ambiente muito contagiante”, mas que isso “não pode ser interpretado como uma falta de respeito pela saúde”.

Já Nicolau von Rupp, que esteve entre os nomeados do prémio da WSL para o melhor desempenho em ondas gigantes na última temporada, ganho por Kai Lenny, estimou em cerca de 20 mil o número de pessoas que estiveram a assistir ao vivo ao espetáculo de surf na quinta-feira na Nazaré, um ‘mar de gente’ inesperado num dia de surf em que não houve nenhuma prova em curso.

A quinta-feira ficou marcada por milhares de pessoas que se deslocaram à Nazaré para ver as ondas gigantes, sem cumprir o uso obrigatório de máscara, sempre que o distanciamento social não possa ser respeitado.

POPULARES