Ligue-se a nós

Sociedade

Miguel Goulão assume presidência da Associação da indústria dos recursos minerais de Portugal

A ASSIMAGRA representa os recursos minerais de Portugal de mais de 240 PME associadas.

Publicado

em

Assimagra
Foto: Cerimónia tomada de posse órgãos Assimagra / Facebook Assimagra

Miguel Goulão assumiu a presidência da ASSIMAGRA – Associação Portuguesa dos Industriais de Mármores, Granitos e Ramos Afins com a nova Lei das Minas e das Pedreiras como um dos grandes desafios.

Célia Marques é agora a vice-presidente executiva da Associação, Regina Vitório assumiu a presidência da Mesa da Assembleia Geral e Samuel Delgado a presidência do Conselho Fiscal.

Pela primeira vez, de acordo com uma nota de imprensa da Associação, foi criado um Conselho Estratégico (órgão consultivo) composto por 32 membros, o que “permitirá alargar os órgãos sociais a outros protagonistas do setor, com o objetivo de complementar e aconselhar com maior profundidade a nova direção, principalmente ao nível estratégico”.

A sede deste novo Conselho Estratégico é no Castelo de Porto de Mós, local onde recentemente teve lugar a sessão solene de tomada de posse dos novos órgãos sociais da ASSIMAGRA.

Como desafio para esta nova direção estão as alterações à Lei das Minas e Lei das Pedreiras, as quais se encontraram em consulta pública, tendo a ASSIMAGRA já apresentado uma reclamação no “que respeita ao enquadramento jurídico das atividades de revelação e de aproveitamento dos recursos geológicos existentes em território nacional, mais especificamente os constituídos por depósitos minerais”.

Na sessão de apresentação, ocorrida no dia 10 de setembro, o presidente Miguel Goulão, dirigindo-se ao ministro do Ambiente e ao secretário de Estado da Energia, considerou que alterar a legislação que rege este setor de atividade numa altura de “indefinição” como a que se vive, devido à pandemia, “não é justo”. Mas, sublinhou, “as novas exigências nunca nos vão fazer desistir”.

.

Recomendado




POPULARES