Ligue-se a nós

Sociedade

Autoridades japonesas confirmam infeção de Adriano Maranhão – MNE

No navio Diamond Princess, atracado no Japão, três tripulantes são naturais do distrito de Leiria.

Publicado

em

Navio Japão
Foto: DR

As autoridades japonesas confirmaram este domingo que o português Adriano Maranhão, canalizador no navio Diamond Princess, atracado no porto de Yokohama, deu teste positivo ao coronavírus Covid-19, disse à Lusa fonte oficial do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

“Foi confirmado pelas autoridades de saúde japonesas que a pessoa em causa deu teste positivo. A família está informada, assim como o próprio”, revela fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

O ministério está a “insistir junto das autoridades locais para que se proceda à sua transferência para o hospital de referência”, no Japão.

Adriano Maranhão deverá ficar no Japão durante fase de transmissão da doença – DGS

Este sábado, a diretora-geral de Saúde Graça Freitas admitiu não estar familiarizada a 100% com o protocolo japonês mas avançou que o mais provável é que Adriano Maranhão, natural da Nazaré, permaneça naquele país durante a fase de transmissão da doença.

“Mais de 600 das 3600 pessoas que estavam a bordo foram positivas. Muitas das pessoas não apresentaram sintomas e têm estado bem do ponto de vista clínico, que é o que parece ser também o caso deste nosso concidadão”, disse Graça Freitas, este sábado, em entrevista à SIC.

À família de Adriano Maranhão, Graça Freitas quis ainda deixar “uma palavra de tranquilidade”, garantindo que “se o tripulante deu positivo obviamente os serviços de saúde do Japão terão condições para lhe prestarem todos os cuidados”.


Adriano Maranhão não foi visto por médicos

Em entrevista ao Região de Leiria, Adriano Maranhão diz que está “tranquilo, à espera que me tirem do navio para tratamento hospitalar”.

Às autoridades portuguesas pede para “sair o mais rápido possível do navio e ir para um hospital para entender o que tenho”.

À TVI, este sábado, a mulher Emmanuelle Maranhão garantiu que o marido ainda não foi visto por qualquer médico desde que foi testado positivo para o novo coronavírus, o que aconteceu na quinta-feira, dia 20.


Presidente da República telefonou à mulher de Adriano Maranhão

Marcelo Rebelo de Sousa está a acompanhar de perto a situação, tendo já falado com a mulher de Adriano e mantém-se em contacto com os ministros dos Negócios Estrangeiros e da Saúde, disse este sábado à noite aos jornalistas que o acompanhavam na baixa de Lisboa.

O Presidente da República explicou ainda que só com a chegada da manhã ao Japão, é que deverá haver confirmação sobre o caso. Aludindo a passados casos de “falsos positivos”, acrescentou ainda: “Depois tem de se ver se é positivo mesmo, ou não”.

Questionado sobre se já conversou com Emmanuelle Maranhão, a mulher do canalizador que há cinco anos trabalha para a empresa proprietária do cruzeiro Diamond Princess, Marcelo Rebelo de Sousa avançou que sim, até antes de falar com Augusto Santos Silva e Marta Temido.

“Ela estava naturalmente ansiosa e preocupada”, foi tudo o que revelou sobre o telefonema.

Três tripulantes são do distrito de Leiria

No navio Diamond Princess, atracado no Japão, três tripulantes são naturais do distrito de Leiria.

Daniel Silvério Mateus, de Alcobaça, é carpinteiro. Hélder Vigia, natural da Nazaré, é técnico de manutenção, tem 49 anos. Adriano Maranhão, também natural da Nazaré, tem 41 anos, e exerce funções como primeiro canalizador na embarcação. É também o primeiro e único português com diagnóstico positivo de coranavírus.

Tenho 35 anos, sou natural de Leiria e licenciada em Jornalismo. Há mais de 10 anos que escrevo e conto notícias, primeiro apenas para a rádio e agora também para o digital.

POPULARES