Ligue-se a nós

Agenda

Ansião promove Congresso da Bolota para valorizar fruto

O II Congresso da Bolota vai ter um formato diferente, devido à pandemia de covid-19, decorrendo em parte de forma digital.

Publicado

em

Bolota
Foto: Bolota / Pixabay

A Câmara de Ansião vai promover a partir de terça-feira a segunda edição do Congresso da Bolota, para dar a conhecer o património ambiental do carvalho-cerquinho e valorizar este fruto, disse hoje a vereadora Cristina Bernardino.

“O objetivo é dar a conhecer esta riqueza que temos no concelho de Ansião, que partilha com o de Alvaiázere, que é a maior mancha de carvalho-cerquinho da Europa”, afirmou à agência Lusa Cristina Bernardino.

Por outro lado, a iniciativa pretende “valorizar a bolota e aquilo que se pode fazer com este fruto”, adiantou a autarca.

“Nós queremos alertar para a necessidade de conservação dos carvalhos, para a sua plantação, para continuarmos a ter aqui este tesouro”, continuou a vereadora com os pelouros da Cultura e Turismo.

Para Cristina Bernardino, a maior ameaça que afeta a espécie “é o não cuidar, o não valorizar e o não aproveitar aquilo que o carvalho dá e, de certa forma, deixá-lo desaparecer”.

Este ano, o II Congresso da Bolota vai ter um formato diferente, devido à pandemia de covid-19, decorrendo em parte de forma digital.

No programa consta uma ação de sensibilização junto dos estabelecimentos de ensino, do pré-escolar ao ensino secundário.

“Vamos oferecer um pacote com algumas bolotas, no qual é explicado do que se trata, da importância do carvalho e com instruções para serem plantadas”, referiu Cristina Bernardino, adiantando que está prevista a distribuição de 1.500 pacotes.

Já as instituições particulares de solidariedade social vão receber um carvalho para plantarem.

Um ‘workshop’ sobre como semear bolotas, pela Associação Florestal de Ansião, a exibição do documentário “A bolota, o passado no presente”, um colóquio e a oficina culinária “A bolota à mesa” estão também entre as iniciativas.

Cristina Bernardino explicou que nesta oficina culinária, Lurdes Simões, habitante de Ansião, vai confecionar pão, bolo e lesmas (doce típico do concelho), mas desta vez com farinha de bolota.

No dia 15, a encerrar o congresso, está prevista uma caminhada na qual os participantes vão percorrer e conhecer um local onde existem carvalhos.

Para a vereadora, “se se souber aproveitar, [a bolota] vai substituir muita da farinha normal que se compra”.

“É de aproveitar este recurso, que antigamente servia muito na alimentação de animais, para introduzir na nossa dieta alimentar e que é acessível. E esta também é uma forma de o valorizar”, destacou.

Além da maior mancha de carvalho-cerquinho da Europa, Ansião tem dispersos por todo o concelho outros carvalhais.

“O grande receio é que não se mantenha esta mancha. Há que ir cuidando e repondo”, declarou.

Segundo a autarca, existe um projeto comum dos dois concelhos do distrito de Leiria, o Parque Ecológico de Gramatinha (Ansião)-Ariques (Alvaiázere), do qual se aguarda aprovação, que “visa fazer a sinalização, a criação de percursos e instalação de mobiliário urbano para dar a conhecer as espécies que existem” nessa zona.

POPULARES